Dia dos Dados Abertos Feira 2021 — como foi

Pela primeira vez celebramos o Dia dos Dados Abertos (Open Data Day) em Feira de Santana. O Open Data Day é o dia dos dados abertos, celebrado internacionalmente em diversos lugares do mundo. Você pode ver outros eventos aqui.

Foto da abertura do nosso Dia dos Dados Abertos com Ana e Angelo como apresentadores

Como foi?

Em Feira, nosso evento aconteceu no dia 6 de Março de 2021. A data marcou o início de uma discussão com diversos setores da cidade e de fora dela sobre a transparência no município, seus problemas e oportunidades.

Feira é uma cidade que, infelizmente, é marcada pela falta de transparência por parte dos governos. Há um desconhecimento tanto por parte dos cidadãos quanto aos seus direitos em ter acesso a qualquer dado público quanto do poder público sobre os benefícios de abrir seus dados e deixar que a sociedade participe na solução de problemas.

Na abertura do evento contamos com a participação do reitor da Universidade Estadual de Feira de Santana, o professor Evandro do Nascimento. Também contamos com a presença da Fernanda Campagnucci, diretora da Open Knowledge Brasil.

Foto da abertura do evento com os moderadores Ana e Angelo e os convidados Fernanda e Evandro

Pensando na realidade local, organizamos duas mesas redondas: a primeira sobre Transparência como Política Pública e a segunda sobre Ciência Aberta. Na primeira, discutimos sobre qual o papel da transparência na criação de políticas públicas e qual o impacto dela nas participação popular. Contamos com a presença de Jhonatas Monteiro (professor e vereador em Feira de Santana), Amanda Faria Lima (co-fundadora da Instituto de Governo Aberto — IGA), George Santiago (assessor do Ministério Público de Contas/TCE-BA) e Rafael Velame (jornalista).

Foto da Mesa Redonda I — Transparência como política pública

Na segunda, falamos sobre Ciência Aberta, tema que se tornou ainda mais relevante durante a pandemia do novo coronavírus. Tivemos a presença de Luana Farias Sales Marques (Arquivo Nacional / PPGCI IBICT-UFRJ / GoFAIR BRASIL), Bethania de A. Almeida (pesquisadora do CIDACS/FIOCRUZ), Washington Franca-Rocha (professor da UEFS) e Rodrigo Tripodi Calumby (professor da UEFS).

Foto da Mesa Redonda II — Ciência Aberta

Além das mesas redondas, organizamos também um hackathon para análise dos dados da cidade, com o objetivo de incentivar a exploração de dados que o projeto Dados Abertos de Feira tem coletado.

O evento foi 100% online e pode ser acompanhado pelo nosso canal no YouTube. Você pode ver a programação completa e mais informações sobre os convidados aqui.

A organização foi realizada por nós e pelo Programa de Pós Graduação em Ciência da Computação da Universidade Estadual de Feira de Santana, na pessoa do professor Angelo Loula.

O que aprendemos?

O que aprendemos de mais relevante foi que a colaboração é essencial para avançar em qualquer pauta. Ao juntar um grupo ativista da sociedade civil e pesquisadores podemos abordar o mesmo tema dentro das necessidades de cada grupo.

Aprendemos também a respeito das necessidades que existem sobre os dados. Tivemos quase 30 equipes inscritas no hackathon, mas apenas 1 entrega. Ao abordar as equipes para entender os motivos da desistência, percebemos que dois motivos foram essenciais: 1) o prazo foi curto (dois dias) e 2) muitos dados que os participantes queriam explorar não estão disponíveis.

Entender mais sobre os dados e sobre as limitações na exploração de dados vai nos ajudar a nortear as ações da iniciativa Dados Abertos de Feira e quais colaborações poderão ser feitas no futuro para tornar os dados mais acessíveis na cidade de Feira de Santana.

Se ainda não viu, não esqueça de conferir o conteúdo do evento no nosso canal no YouTube. Siga a gente nas redes sociais para acompanhar tudo o que acontece no projeto!

Transparência e Dados abertos do município de Feira de Santana 🎲 📂 https://www.dadosabertosdefeira.com.br

Transparência e Dados abertos do município de Feira de Santana 🎲 📂 https://www.dadosabertosdefeira.com.br